Américas · Planejando a Próxima

Buenos Aires – Argentina – O Retorno

Acho interessante como as oportunidades se apresentam num de repente na vida da gente. Temos opções… e uma decisão a tomar.

Em sua sabedoria a poetisa Cora Coralina já nos ensinou que “no caminho incerto da vida, o mais importante é o decidir”.

Pois então… Estava eu em dúvida sobre o que fazer, para onde ir, com quem ir, dentro da proposta de aproveitar o final de semana espichado com o feriado de Corpus Christi deste ano.

Considerando que no início de junho estarei partindo para os Lençóis Maranhenses e outros pontos turísticos no Maranhão, relatado aqui no link Lençóis Maranhenses e muito mais Maranhão – Brasil eu ponderei (alguma sensatez me resta) que gostaria de viajar na companhia das crianças (de fato, duas já são adolescentes), talvez ainda incluindo minha mãe. Enfim, uma saidinha com a família à tiracolo.

Inicialmente a ideia era retornar à Piratuba/SC, para onde já fui com as crianças várias vezes, a fim de nos esbaldarmos no quentinho das águas termais e na comilança dos hotéis estilo pensão completa, esquema que rola por lá. Depois, como outra possibilidade, especulei ir até Rivera, no Uruguai, fazer umas comprinhas de casacos e lãs. O inverno está pegando aqui no Sul.

Quando as amigas começavam a elaborar listinha de encomendas (né, Adri…risos), eis que numa visitinha rápida à amiga Ity, veio uma lufada de ares portenhos. Rapidamente fui convencida a revisitar à charmosa e agradável capital argentina, integrando uma excursão.

IMG_20160101_132446562

Sabe aquelas coisas que a gente jura que não vai fazer mais, que não nos cabe mais? Pois é… a gente faz! E bem faceira!

A verdade é que viajar é sempre bom. Seja no estilo que for: sozinha, acompanhada do namorado, com uma turma de amigos, com a família, estilo mochilão, excursão…Boooraaa!

Por fim, tive o insight de reeditar a proposta que eu inventei anos atrás, de viajar separadamente com cada uma das minhas três lindinhas, no que chamamos de “brincar de filha única”.

No ano de 2016 foi assim. Primeiro com a Sara, ocasião em que fomos ao Rio de Janeiro com uma turminha animada, viagem relatada no post link aqui Rio de Janeiro. 

Depois fui à capital paulista com a Sofia, trip relatada no post link São Paulo/SP – Tour na Capital Paulista.

Por fim, chegou a vez do meu chaveirinho Isa. Levei minha caçula para conhecer um navio, num mini (micro) cruzeiro, que nos levou de Santos para o Rio de Janeiro. Link da viagem aqui Mini (Micro…) Cruzeiro até o Rio de Janeiro

Enfim… Decidido que retornaria à Buenos Aires pela terceira vez. De excursão. Acompanhada de minha filhota Sara.

Meus ouvidos tiveram que aguentar os argumentos das outras duas mocinhas que ficarão em casa, aguardando a vez de viajar com a mamis aqui. Meu critério para a ordem de saída foi simples: melhor média nas provas trimestrais da escola. E minha avaliação sobre a colaboração na organização das atividades domésticas. Sarinha levou a melhor.

É claro que a capital argentina merece ser revisitada muitas vezes. Não fosse só pelos variados atrativos turísticos já reconhecidos, como a Avenida 9 de Julho, o Obelisco, a Praça de Maio, a Casa Rosada, o Teatro Colón, Bairro La Boca, o Caminito, Puerto Madero, Palermo, Recoleta… a vibe, o astral da cidade é ótimo. Só caminhar pelos Jardins de Palermo, pelo cais de Porto Madero, já valeria a viagem. Mas tem muito mais!

IMG_20160101_143840633_HDR

Já escrevi aqui no blog, num outro post, que acredito que se pode retornar ao mesmo destino várias vezes, porque nossa percepção sobre ele muda, nosso olhar muda, na mesma proporção que nós, viajantes, mudamos também (graças a Deus). E é muito bacana perceber isso durante uma viagem.

A primeira vez que estive em Buenos Aires, minhas filhas ainda não existiam, fui com o pai delas, numa viagem também em formato de excursão. Foi bacana na ocasião. Lembro que foi à partir dessa experiência que comecei a pegar gosto por esse negócio de viajar, de botar o pé na estrada, de querer conhecer esse mundão.

IMG_20160101_132135644_HDR

 

Na segunda vez que estive na capital argentina fui de forma independente, num Reveillon. Já mais descolada em matéria de viagens, me senti à vontade na cidade, para visitar mais dos que os tradicionais pontos turísticos. Muito legal ter assistido os tradicionais fogos de artifício da meia-noite em Porto Madero e a festa ao ar livre que seguiu.

E desta vez, vou com minha filhota, mais uma turma. A maioria já conheço e tenho boa expectativa da parceria. Tenho planos de desvendar mais um tanto de Buenos Aires, ver a capital portenha sobre um novo olhar. Veremos se nos reconhecemos. E se gostaremos do que vamos ver. A otimista aqui acredita que sim.

Conto tudinho na volta. Mas na volta da trip ao Maranhão, aos Lençóis Maranhenses. Sim! Vou emendar uma viagem na outra. Retorno num dia de Buenos Aires e no dia seguinte partirei para São Luis/MA. Tenho duas bagagens quase prontas aqui em casa: uma mala com casacos, lãs e botas, e uma mochila com biquíni, short, e barraca de camping e saco de dormir.

Estamos falando de uma wanderlust.

P.S. As fotografias deste post foram feitas na minha segunda visita à Buenos Aires. Na primeira vez as fotografias ainda eram no rolo de filme. Surpresa na hora de revelar.

2 comentários em “Buenos Aires – Argentina – O Retorno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s