Américas · Intercâmbio · Sem categoria

Tem uma China dentro de San Francisco! Califórnia/EUA

Nas minhas pesquisas prévias sobre “lugares imperdíveis” em San Francisco, quando eu ainda me preparava para o intercâmbio que eu fiz em agosto e setembro de 2019, sempre constava Chinatown. Obviamente fui conferir, não uma vez, mas várias, e dou razão ao rótulo: é realmente impensável passar pela cidade e não conhecer as ruas, vielas e alleys (becos) do bairro chinês.

A Chinatown de San Francisco é uma das maiores e mais completas cidades chinesas fora da China no mundo, tem dezenas de segredos e lugares bacanas para visitar. Nesse post reuni as paradas que eu mais curti no bairro.

20190820_224323

Eu entrei na Chinatown pelo Dragon’s Gate (Portão do Dragão) que fica na rua Grant esquina com a Bush St., bem pertinho da Union Square – a praça que é o coração da cidade – e terminei meu passeio no bairro na esquina da Broadway com a Columbus, que é a entrada de North Beach, o bairro italiano de San Francisco.

20190920_091109

Muito da história do Chinatown pode ser vista nos murais espalhados pelo bairro. São vários e todos muito lindos. Fiz muitas fotinhos neles!

20190820_141819

A primeira parada foi na igreja de St. Mary, que foi a primeira catedral erguida na Califórnia por missões espanholas. A igreja foi construída por trabalhadores chineses em 1854 com pedras de Cape Horn e granito trazido da China. O grande terremoto de 1906 praticamente destruiu a estrutura da igreja que foi reconstruída em 1909 e é uma mistura super interessante de igreja ocidental com influências claramente chinesas.

20190821_13112020190820_140450

Minha segunda parada foi no templo Tien Hau, datado de 1852, época em que os chineses de San Francisco não podiam habitar ou trabalhar em outras áreas da cidade. Com enfeites vermelhos e incenso pendurados no teto, detalhes dourados e dezenas de divindades em miniatura, o templo faz com que você se sinta na China ou no Vietña. Detalhe: fica no terceiro andar de um prédio, com uma portinha simples na calçada que deu trabalho para eu localizá-lo. Minha insistência me proporcionou uma experiência bem bacana e diferente. Pena que é proibido fazer fotos do interior do templo.

20190820_141612

Minha quarta parada foi muuiitooo legal: eu queria acompanhar a produção dos famosos biscoitinhos da sorte.  Pois um beco pequenino na Chinatown guarda um dos segredos mais cheirosos do bairro, a Golden Gate Fortune Cookie, uma fábrica de biscoitos da sorte que produz biscoitinhos de diversos tamanhos e formatos desde a década de 60. A máquina de fazer biscoitos operada por uma chinesinha habilidosa faz dezenas de biscoitinhos que serão montados com o papelzinho da sorte ou receberão um recheio especifico antes de serem embalados, um processo manual e bem interessante.

20190820_143445

A entrada na fábrica é grátis, mas para tirar fotografias é cobrado uma taxa de $ 0,50. Depois de provar os biscoitinhos saí com uma sacola recheada. O mais bacana é que você pode escrever o bilhetinho que vai dentro do biscoito, para presentear uma pessoa especial. Foi o que eu fiz, claro!

20190820_143450

Minha quinta parada foi na Vital Tea Leaf, uma casa de chás super conhecida por locais e procurada por turistas. A variedade de chás é impressionante. Eu fiz questão de escolher um chá e degustar no balcão, mesmo achando o negócio meio caro. Mas confesso, o chá é delicioso!

20190820_14552020190820_150159

Seguindo no meu tour pelo bairro cheguei na esquina das ruas Broadway & Columbus, que divide três bairros muito distintos: North Beach (o bairro italiano), Chinatown e o poderoso distrito financeiro. Assim, essa esquina comemora a junção das três culturas (americana, italiana e chinesa). A marca dessa conjunção de ruas são os 23 livros que parecem estar voando e fazem parte da escultura dos artistas Brian Goggin e Dorka Keehn conhecida por Language of Birds, que em português quer dizer Linguagem dos Pássaros. A obra foi criada em 2008 e é o primeiro trabalho de arte pública que utiliza energia solar na Califórnia.

20190820_150940

Além disso, foi ali pertinho, na Livraria City Book Lights e no seu vizinho Cafe Vesuvio, que o movimento Beatnik atingiu seu ápice. City Lights é a livraria mais famosa de San Francisco. Conhecida por ser a pioneira nos livros de bolso, foi criada pelo poeta Lawrence Ferlinghetti e o artista Peter D. Martin. Se tornou referência por ajudar escritores e entusiastas a publicar seus livros mesmo sendo contrariados pela imprensa. Hoje, enquanto muitas lojas de livros são modernas e dedicadas aos best sellers, a City Lights atrai visitantes do mundo inteiro por resguardar seu estilo vintage e oferecer títulos raros.

20190820_22033720190820_152453

Nesta sexta parada fiquei emocionada por conhecer o lugar frequentado pelo autor de um best seller que tenho na minha biblioteca caseira e cuja leitura foi importante para formal o meu perfil de viajante: On the Road, de Jack Kerouac.

20190820_215321

Dividindo dois importantes marcos da geração beat – a City Lights Books e o Vesuvio Cafe – tem um beco que passa despercebido pela maioria dos visitantes. Trata-se do Jack Kerouac Alley, um lugar que já serviu para o despejo de lixo. Hoje ele é conhecido por ser o beco dos poemas e conta com diversos deles gravados no chão, além de pinturas nas paredes. O nome da rua é em homenagem ao escritor Jack Kerouac que alternava seu tempo entre um livro na City Lights e um drink no Vesuvio.

20190820_202311

O tipo de lugar em que eu pensei: “Meu Deus, que lugar é esse?” Este é o Vesuvio Cafe, um bar fundado em 1948 por Henri Lenoir, que até hoje é operado pela mesma família. O Vesuvio é famoso por ter sido frequentado por celebridades da Beat Generation, e foi o lar de jogadores de xadrez, artistas, poetas e turistas literários. Bob Dylan é dos famosos que costumava bater cartão por lá. Quando entrei lá pareceu que o bar continua sendo o local onde os amigos da vizinhança se reúnem pra jogar conversa fora. Olha, daria pra passar o dia prestando atenção no Jack Kerouac Alley pelas janelas do mezanino.

20190820_15370620190920_100108

Quando enfim me despedi destes endereços, memórias vivas da geração beatnik, dei de cara com um dos edifícios mais históricos e bonitos da cidade, o “The Sentinel Building”. A construção conhecida por muitos como Columbus Tower, pertence ao diretor de cinema Francis Ford Coppola que mantém seu escritório no último andar e um restaurante no térreo. E vê-lo num ângulo que funde o antigo prédio com o modernoso Transamerica Pyramid rendeu fotos muito interessantes.

20190820_160439

Talvez você se pergunte: É só isso?
Eu vi TUDO isso em apenas uma tarde, após meu turno de aula na St Giles School. Mas além desses lugares de interesse que elenquei, Chinatown tem centenas de lojas de bugigangas, restaurantes de comida chinesa, lojas de especiarias e muito mais. A Grant Avenue é a avenida mais popular do Chinatown, e é nela que se concentram a maioria das lojas, e por isto, o local quase que obrigatório entre os turistas. Vale a pena entrar e explorar o comércio local que traz desde obras de arte, jóias e todos os artigos imagináveis Made in China. É só passear com calma e procurar bem porque você vai acha tudo o que quiser e um pouquinho mais. Eu, por exemplo, amei um quimono que comprei por lá.

20190820_140853

20190820_144323

Outros relatos sobre minha trip à Califórnia, acesse os links abaixo:

Intercâmbio a uma hora dessas?!

I arrived in San Francisco! Me situando… – Califórnia – Estados Unidos da América

Estudante, turista, ciclista: estabelecendo minha rotina em San Francisco – Califórnia/EUA

Aloha, San Francisco! Califórnia/EUA

Golden Gate Bridge by bike – Califórnia/EUA

Salesforce Park: um parque nas alturas no coração da metrópole – Califórnia/EUA

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s