Brasil · Turismo Gaúcho

Lagoa dos Patos e Parque Nacional da Lagoa do Peixe – Tavares/RS – Brasil

Fiz esse passeio junto com o amore Lu no final de semana que emendou com o Feriado de 12 de Outubro (Nossa Senhora Aparecida) e o planejei buscando conciliar dois desejos: fazer trekking num local mais isolado e nada muvuquento e desbravar um pouco mais a Região Sul do Estado, ainda pouco conhecida por mim. A única vez que estive por lá foi no Feriado de Carnaval do ano passado, quando fomos com nossa turminha, a bordo de Frida, nossa Casinha Sobre Rodas, para a Lagoa do Bacupari, em Mostardas, link aqui Lagoa do Bacupari – RS – Brasil.

Xeretando na internet descobri o trabalho da empresa Eco 360° Ecoturismo e Aventura, link aqui https://www.facebook.com/Natureza360/, de propriedade do carismático guia Leandro, e foi com ele e mais um pequeno grupo que aderiu ao passeio que conheci as belezas rústicas e ainda um tanto selvagens do município de Tavares/RS. A organização do trekking teve como parceiro a Lagoas Expedições e Turismo, link aqui https://www.lagoadopeixe.com.br/web/index.php.

Pra mim e para o Lu a aventura já começou no desafio de chegar até o ponto inicial do passeio. Exigiu disposição e muita vontade, considerando a logística necessária. Eu saí de Ijuí e o Lu do Alegrete, por volta das 13 horas da sexta-feira. Nos encontramos em Santa Maria na metade da tarde e de lá seguimos juntos de carro até Porto Alegre, onde pernoitamos. Bem cedinho, no sábado, encontramos o Leandro e o restante do grupo e com eles seguimos de micro-ônibus, num trajeto de cerca de 230 quilômetros, por mais 4 horas, até chegarmos na pousada, já no município de Mostardas.

Fazendo amigos na beira da Lagoa

Tivemos cerca de 30 minutos para deixar nossa bagagem no quarto e nos aprontarmos para a saída do trekking. Numa mochila de ataque levamos garrafas de água e lanchinho para o dia. Inicialmente o micro-ônibus nos levou pela estrada de asfalto (BR 101 – conhecida Estrada do Inferno) até a porteira da entrada de uma fazenda. À partir dali seguimos caminhando por mais ou menos 3 quilômetros até a sede, uma construção de um autêntico Galpão Crioulo. No seu interior as cozinheiras preparavam nosso almoço: comida caseira feita em fogão à lenha de chapa de ferro, finalizando com uma mesa com doces caseiros (doce em calda de melancia, casca de laranja, maracujá do mato, pudim, ambrosia…) como sobremesa. Café preto passado “no saco” coroando a farta refeição. Loucura, gente! Tudo absolutamente delicioso. Comemos como reis e rainhas. Ainda bem que mais 12 quilômetros de caminhada nos aguardavam, necessários para fazermos a digestão da comilança toda e aliviar nossa consciência.

A caminhada deste dia foi pelas margens da Lagoa dos Patos, no município de Tavares. Durante o trajeto vimos alguns cavalos que vivem soltos, livres a beira da lagoa. Um caminhão tipo militar tração 6×6 acompanhou o grupo durante todo o percurso e em alguns pontos de alagamento fez o translado. Tanto neste dia como no dia seguinte tivemos a benção de caminharmos embaixo de um céu azul e sol. Dias maravilhosos. Nos acompanhou incessantemente um ventinho frio, típico da região Sul, e afinal, estávamos a beira da lagoa e também da praia.

Fizemos uma parada em frente ao Farol Capão da Marca de Dentro, onde alguns subiram até o alto, por escada. Optei por permanecer na beira da lagoa. Ao final do percurso fomos recebidos, junto ao caminhão, com uma mesa com muitas frutas e espumantes. Muito legal! Neste mesmo local, encarapitada no capô do caminhão, curtimos um pôr do sol maravilhoso, com o sol “mergulhando” no horizonte, na Lagoa dos Patos. Suuuper “good vibes”!

Farol Capão da Marca de Dentro

Retornamos de carona na caçamba do caminhão até a pousada para banho, e para nos prepararmos para o jantar, que foi servido no Totta’s Café. Muito bem servido, variado, incluindo camarão e peixe. Com a barriga cheia, o sono veio rapidamente. Retornamos para a pousada para o descanso merecido, já nos preparando para o trekking do domingo.

Com mais um dia lindo emoldurando nossa aventura, após o café da manhã, novamente seguimos de micro-ônibus até a estrada de chão que dá acesso ao Parque Nacional da Lagoa do Peixe.

O Parque Nacional da Lagoa do Peixe abrange os municípios de Tavares (80%), Mostardas (17 %) e São José do Norte (3 %) e está localizado em uma extensa planície costeira arenosa, situada entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico. Sua paisagem é composta por mata de restinga, banhados, campos de dunas, lagoas de água doce e salobra, além de praias e uma área marinha.

Apesar da denominação, Lagoa do Peixe é, na verdade, uma laguna, por causa da comunicação com o mar. É relativamente rasa, com 60 centímetros de profundidade em média. Possui 35 quilômetros de comprimento e 2 quilômetros de largura, e é formada por uma sucessão de pequenas lagoas interligadas, caracterizando, assim, um reservatório natural de água salobra.

A área é um berçário para o desenvolvimento de espécies marinhas, entre eles encontram-se camarão-rosa, tainha e linguado. Além disso, atrai variadas espécies de aves que encontram na lagoa e em suas marismas farta alimentação. O principal atrativo é a observação de aves nos percursos das quatro trilhas do parque. Já foram catalogadas 275 espécies, das quais 35 são migratórias, tanto do Hemisfério Norte (no verão) e Sul (inverno), dentre elas: flamingos, talhamares, cisne-de-pescoço-preto, entre muitas espécies.

Iniciamos a caminhada do dia – 15 quilômetros – ladeando campos com criação de gado, banhados, e por fim a Lagoa do Peixe. Circundamos a mesma e avançamos por uma área de dunas. Quando chegamos próximo à praia reencontramos o caminhão de apoio e novamente fomos agraciados com uma mesa de frutas. Como não haviam espumantes desta vez, o super Lu “McGyver” tirou da manga itens como uma latinha de vodka, alguns kiwis e refis de açúcar que surrupiamos do café da manhã e fizemos a festa da galera com uma caipirinha “dilicia” que rendeu vários copos e levantou nossa moral.

Nesse embalo caminhamos pela areia, na Praia do Farol. Em dado momento subimos na caçamba do caminhão e fomos espiar o Farol de Mostardas, que está fechado para acesso ao público. Então retornamos de carona até a Barra da Lagoa do Peixe. Mais uma caminhadinha para avistar os flamingos.

Os bonitinhos de penas rosadas não estavam a fim de visitas e fotos e permaneceram “impávidos colossos” no meio da lagoa. Para nossos olhos apenas pequenos pontos brancos rosados, acessíveis às lentes das poderosas câmeras fotográficas das fotógrafas do grupo. Para confirmar minha história pedi uma fotografia feita pela Luciana Dagani, que autorizou o uso da imagem. Eles estavam lá sim!

Créditos da foto para Luciana Dagani

Depois da contemplação das aves, fizemos o trajeto de retorno, inicialmente a pé, depois de caminhão e por fim de micro-ônibus até o restaurante Totta’s, em Tavares, onde almoçamos.

Depois do almoço tardio encerrado por volta das 16 horas, retornamos à pousada para banho e check out. Partimos em retorno à Porto Alegre passava das 17 horas, onde chegamos às 20 h 30 min. No caminho novamente fomos abençoados com a visão de mais um belíssimo pôr do sol. Cansados mas reabastecidos com a energia da natureza e os bons momentos que passamos junto a uma turma divertida e super alto astral. Nós adoramos e estamos prontos para a próxima aventura!

Na mesma noite do domingo seguimos viagem de carro até Santa Maria, onde pernoitamos. Bem cedinho eu e o Lu nos despedimos, cada um tomando seu rumo.

Avaliação da experiência: muito boa, super válida! Conhecemos a rústica Região Sul, aprendemos sobre o ecossistema local, sobre espécies de pássaros, vimos lindas paisagens, fizemos novos amigos, nos reenergizamos com o contato com a natureza, com pores do sol incríveis… É por isso que viemos (ao mundo)!

Lagoa do Peixe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s